Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Terceiro município de KÔNGO dya MULAZA: NSUNDI

Publicado por Muana Damba activado 8 Abril 2013, 04:20am

Etiquetas: #História do Reino do Kongo

 

Por Patrício Cipriano Mampuya Batsikama


  

Batsikama

 

 

a) MBÂMBA: os bairros seguintes encontravam-se na zona de Mbâmba do Nsûndi do Kôngo-dya-Mulaza: a Oeste o Mbâmba e o buyânzi, habitadas respectivamente pelos bambala e bayânzi; a leste o Ngôngo e o bukânga, que parece contíguo com o reino de Ybare (dos bambala ou Mbâmba), cujo tráfico negreiro tornou famoso o Mpûmbu.

b) MPÊMBA: A zona de Mpêmba do Nsûndi de Kôngo-dya-Mulaza seria formada pelos bairros de Ndîngi, Nsôngo e Nsânga, cujos habitantes seriam respectivamente os Ndîng, os Tsong e os Sakata.

A estas circunscrições acrescentamos “o reino ou senhoria de Soa ”, situado, de acordo com Cadornega, “nos confins do reino de Ocanga”. Como se sabe, Ocanga seria a comuna de bukânga no Mbâmba, já referida anteriormente. António Cadornega, no século XVII, menciona Hocamga como um território de Congo de Amulaca:

…e por notícias que temos de fidalgos Mexicongo daquelle reino, sabemos em como por diante do senhorio de Hocamga está hum senhor grande de muitas terras e vassallos, o qual reconhece a el-Rey de Congo e lhe manda seus prezentes como feudo, o qual apontentado, sem ser livre, tem por nome Congo de Amulaca, e o fazem estar pella terra dentro, distante de Hocamga algumas cem legoas.

 

c) NSÛNDI: no último município de Kôngo-dya-Mulaza encontravam-se, entre outros, Mayômbe e Ndôngo. 

O primeiro bairro é assinalado por J.A. Wauters quando escreve, em 1899, que os bayômbe habitam ao Norte da lukenye e dos Ngûndu. E quem seriam os bayômbe de Mayindômbe? Serão eles os Iyêmbe que
Vansina situa entre os Ntomba, os Mpâma, os Sengele, os Kônda? quanto a existência dos Ndôngo, o autor de Anciens royaumes de savanes parece estar seguro da existência dos mesmos quando refere que antigamente eles viviam nas margens Nordeste da lagoa Mayindômbe, uma população chamada Nsese, que seria aparentada com os Têke. Estes Nsese cujos chefes reinavam sobre os bosângo, acrescenta ele, tinham como capital Ndôngo, que se tornou desde então Inôngo (Kinôngo ou Kindôngo).

 

Sabe-se que na organização administrativa do reino do Kôngo o nome da capital é também o da circunscrição. Assim, tal como abordamos em outro estudo desta pesquisa, Inôngo parece ter conver-
gência semântica com Ndôngo. Curiosamente, as descrições geográficas do primeiro aproximam-se das do segundo junto dos Ambûndu. Bosângo (busângo ou busânga) parece indicar o Nsânga do Mpêmba,
acima citado, como a sede (capital) das instituições sub-regionais, quer dizer de todo Nsûndi de Kôngo-dya-Mulaza. Não esqueçamos do Mpûmbu oriental, ou marcha oriental, do reino do Kôngo habitado
aqui pelos bambûnda, bapênde, Côkwe, etc. quanto aos bambûnda, aqui referenciados, tratando do
tema da origem do reino do Kôngo, António Cavazzi escreveu: “… esta gente Mexiconga, descendo da terra dentro e se estende vierão do senhorio de Congo de Amulaca, se assenhorearão do poderozo reino do Congo, sendo os naturaes delle Ambundu de outra casta”.170 Voltaremos a este ponto mais adiante. 

 

Extratos do livro: A ORIGEM MERIDIONAL DO REINO DO KONGO

 

 


Archivos

Ultimos Posts