Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Segundo Município DE KONGO dya KATI: MPÊMBA

Publicado por Muana Damba activado 6 Mayo 2013, 04:14am

Etiquetas: #História do Reino do Kongo

 

 

Por Patrício Cipriano Mampuya Batsikama


  

Batsikama

 

 

 

a) MBÂMBA: O Mbâmba do Mpêmba central é composto pelas seguintes colectividades (comunas): à Oeste, o Mpângala mencionado por labat e pelo Padre laurent de lucques (lorenzo da lucca), e o Mbâmba que b. Söderberg também assinala, além de parte dos Amballa do Padre lorenzo e dos Mbala relatados por Fábio biondo na sua carta dirigida ao Vaticano sobre a situação do reino do Congo, de 25 Novembro de 1595. A leste, o bukânga (Okângo) que Chanoine Cordeiro crê estarem sob a autoridade do Duque de Mbata, e os Wându, a partir dos quais pode-se passar para o Zombo.

b) MPÊMBA: Mpêmba do Mpêmba central é formado pelos bavîdi, que alguns missionários dos séculos XVII e XVIII, tais como os Padres lucca da Caltanisetta e lorenzo da lucca consideraram como oriundos da margem direita do rio (Congo213), assim como o “povo de Muyaka que não cessava de meter-se na população”, supostos como pertencentes à mesma origem daqueles, também conhecidos como os filhos da paragem e actualmente designados como bamboma (Noki, Matadi e uma parte de Songololo). A
leste desta zona encontram-se as colectividades locais de Zômbo e de Mbâta. Evidentemente, nesta zona tem também o território da capital, o Kakôngo. Este, como já vimos, é dividido pelo rio (Congo), contendo uma parte do espaço de boma.

c) NSÛNDI: à Oeste, o Mbôma ou país dos bamboma e o Vûngu (bângu); à leste o Kindûndu e o Mpângu

 

O terceiro Município do KONGO dya KATI: NSUNDI

 

a) MBÂMBA: O Mbâmba do Nsûndi central é composto por Mbâmba à Oeste, uma colectividade local que se viu transformada em Missão católica de Tûmba, e o Mpângala (Kikyângala), muito avizinhada daquele; à leste o Mazînga e o bukânga.

b) MPÊMBA: No Mpêmba do Nsûndi central temos, à Oeste, o Musûmba, onde deveria se encontrar a capital deste município, o Mbânza-Nsûndi (uma parte desta território é ocupado pelo ex-sector de Ñsûmba) e o Mubidi ou Mbîka. Segundo O. de bouveignes, que cita um autor anónimo, o rei M’vêmb’a Ñzînga II (Ntûmb’a Nkânga), Ndo Mpetelo (Pedro II), foi um antigo Duque de Mbîka du Nsûndi; à leste, o Kimpêmba e Mbwîla (lwîla ou lûla).

c) NSÛNDI: O Nsûndi do Nsûndi central compreende, à Oeste, o Nsûndi e o Mpûmbu; à leste, o Mpângu e Musulu (Monsole). Os bandibu, denominação que terão recebido por causa do mau uso da expressão ndi vu, e o bantandu, que são assim designados porque são estabelecidos no Ntându (Norte) em relação à Mbânza-Kôngo e as suas vizinhanças. São todos basûndi, considerando o município (Nsûndi219) que habitam. Mas quando tomamos como base a colec- tividade plural, tornam-se os bambala (Mbâmba), bangângela (Mpângala), Mampangu (Mpângu), basûndi (Nsûndi), etc.

 

 

Extratos do livro: A ORIGEM MERIDIONAL DO REINO DO KONGO.

 

 


 


Archivos

Ultimos Posts