Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Para que serve Luvila,no século presente?

Publicado por Nkemo Sabay activado 4 Septiembre 2010, 15:46pm

Etiquetas: #Usos e costumes da Damba

Há tempos,fomos convidados num ôbito,cujo o acolhimento era condicionado à uma sessão de identificação,não com bilhetes ordinários de identidade,mas sim atravêz de Luvila.Muitos dos identificados,nem língua Kikongo sabiam falar,apesar de serem bakongos,lògicamente não sabiam o significado da palavra,por conseguinte,não foi possível dar uma resposta satifatória,para o pesar do acolhedor.

 

Todavia,o responsável desta triste cerimónia,justificou o seu acto,argumentando o valor de Luvila neste tempo de modernismo.Longe de convencer a assistência,que começou a murmurar,desprezando o sucedido.Porque para muitos,Luvila pertence o passado.E a pergunta,para que serve Luvila,no século presente?

 

Para os intelectuais,alguns mesmo bakongos,Luvila perpectua o obscurantismo,uma das causas do subdesenvolvimento do nosso continente.Muitos não vejam a importância de conhecer o seu luvila,porque não é primordial nas suas ocupações quotidianas.Certos religiosos,mal informados,alguns hipócritas,Luvila é sinónimo da divisão,de separação,de tribalismo,da bruxaria,do extremismo bakongo,etc.Mas ensinam os seus discípulos que o Cristo é da tribu de Juda! O Evangêlho segundo São Mateus,começa com uma longa genealogia,para explicar a origem humana de Jesus, o Messias.Pois conhecer a minha origem não é tribalismo.Portanto,sem o conhecimento prévio de Luvila,na sociedade bakongo,todo tipo de manifestação é inútil.Mas o que é Luvila?

 

Luvila ou M'vila é identidade de uma pessoa,a sua referência,atravêz do conhecimento da sua origem,quer dizer,os seus dados de forma oral.A sociedade bakongo em geral é matriacal.Os descedentes da mesma linha uterina,forma uma família,Kanda em Kikongo,cada Kanda tem a sua designação.Existem centenas ou mesmo milhares Kanda,como por exempro: Kimayamba,Kimiala,Kimpazu,Kimfulu a Tunga,Kinanga,Kizinga,Kikanzi,Kimbuku,kimuanza Mbunga,etc...Alguns Kandas têm raízes até nas terras de expressão kimbundu,no caso de Kizinga,kanda de Ngola Kiluange e Jinga Mbandi,família real.Para os descedentes do antigo Reino de Congo,todo ser humado,é naturalmente membro de Kanda da sua mãe.No caso do meu pai,ele pertence outra família,a de sua mãe.Sendo filho,a família do meu pai,é que denominamos Ki Se (Do pai,em kikongo).O conhecimento da designação do meu kanda (da minha mãe) e do Kanda do meu pai (Ki Se) é que contitui o meu Luvila.É simples.Luvila é a alma da sociedade Bakongo.

 

Uma pessoa pode ter um cartão de identidade autêntico,mas com dados que não corresponde a verdade.Com Luvila é difícil ou quase impossível usurpar a identidade.A falsificação de luvila não tem sentido,porque ràpidamente será detectado.É o caso de um libanês com Passaporte e bilhete angolano,natural de Camatambu,município da Damba,incrível.

 

Com o sistma actual de identificação,todo angolano é obrigado a registar-se nas regiões de origem,muitos vão na Damba,mas voltam sem conseguir tratar os documentos,porque não conhecem explicar o seu luvila,mesmo sendo dambiano na verdade,são ridiculizados pelas autoridades tradicionais,porque são achados como estrangeiros,com a razão.

 

Sim,luvila continua válido no século presente e no futuro,e vai  adaptar-se no processo evolutivo do ser humano,porque é impossível viver sem conhecer a sua origem,o seu passado.

                                                                                                                                   Muana Damba

 

 


  O Rítmo Dambiano na diáspora,Bileku Mpasi "Djuna Mumbafu"

                                                                                                                            

Archivos

Ultimos Posts