Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


O pesadelo dos bakongos de Angola continua.

Publicado en 10 Octubre 2009, 11:37am

Etiquetas: #Notícias do país

kikoloCidadãos angolanos de etnia bakongo estão a sofrer agressões por parte dos seus conterrâneos por estarem a ser confundidos com os da República Democrática do Congo, cujas características físicas são idênticas.

Fonte da polícia contactada hoje em Luanda pela Agência Lusa disse estar ao ocorrente de "algumas situações de desordem" que aconteceram quinta-feira e hoje em algumas zonas periféricas da capital angolana.

Segundo a fonte, que pediu para não ser identificada, os tumultos registaram-se concretamente na zona da Cipal, município de Cazenga, e no mercado do Kikolo , município de Cacuaco.

Outra fonte policial indica que onte houve o mesmo tumultos das agressões dos cidadâos angolanos de origem bakongo no mercado dos kwanzas na periféria da cidade de Luanda.

Um comunicado que foi enviado pela nossa redacção Angola24Horas pelo um grupo de bakongos segundo as quais o governo angolano sêmea um sistema de agitação contra o povo de etnia bakongo desde 1975,que culminou em 22 ,23,24 de Janeiro de 1993 numa “Sexta-feira Sangrenta” que foram brutalmente chacinadas mais de 10 mil angolanos de origem Bakongo, nas zonas residenciais segregadas da capital angolana (Palanca, Mabor, Petrangol, Rocha Pinto) e no Roque Santeiro, um dos maiores mercados a céu aberto em África, por supostos agentes da Polícia Nacional e efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA), ajudados por milicias, também conhecidos como "fitinhas", espalhados pela periféria da capital do País.

Para os Bakongo hoje o povo angolano se solidariza pela expulsão dos angolanos na RD Congo ,mais amanha os mesmo os angolanos que estão regressar na sua terra natal serão chamado de Zairense…

E as declarações do Chefe do Estado Maior General das FAA, o general de exército Francisco Pereira Furtado de que :“Se enveredarmos por este caminho, a RDC sai a perder, porque existem milhares para não falar de um milhão de congoleses ilegais”,essas palavras foi um espanto no meio dos bakongos, isso mostra os desconhecimentos de alguns dirigentes do MPLA ou do governo angolano de não saber distinguir entres os regressados angolanos e os congoleses da RD Congo.

E o governador de UIge, João Baptista Mawete, disse que receava receber uma avalanche de 750 mil concidadãos só na sua Provincia do Uige.

Angola24Horas.com

Archivos

Ultimos Posts