Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


O BATALHÃO DOS CAÇADORES 141 NA DAMBA 1961/63.

Publicado por Nkemo Sabay activado 5 Enero 2011, 04:14am

Etiquetas: #Fragmentos históricos da Damba

 

Testemunha do Médico Emídio Sancho.

 

teste

Painel de azulejos que o B.141 ofereceu à Câmara de Carmona em 1963.


 

…” Damba: uma rua central com casas destruídas e nos topos uma igreja e um hospital.

E é aqui que vai ( re ) começar a grande aventura do PEDIATRA…

“… Você gosta de crianças, olhe desfilam na nossa frente todo o dia centenas de regressados do Congo e fugidos da guerra nos piores estados de carência que é possível imaginar… Mas que fazer?

A nossa capacidade de resposta é praticamente nula”

Palavras de um companheiro médico Dr. J. Granado, médico civil, que embora o terrorismo permaneceu sempre na Damba.

E então começaram as venturas e desventuras de um médico de Companhia, que alheio ao problema político lá foi cumprindo, tratando homens a pensar em crianças que continuavam a desfilar na mais macabra procissão que o nosso imaginário pode conceber…

… A pediatria não era mais que uma “mania” e os conhecimentos seriam algo rudimentares,mas os sonhos e as ideias não tinham limites…

“ – Então (disse ao Granado ) se eu fizesse a proposta ao Governo Militar de Angola de montar aqui mesmo na DAMBA de um mini- serviço de pediatria, apresentando o panorama macabro que diariamente aqui observamos …”

E assim, nunca mais esquecerei, passados pouco mais de 2 meses, avistei, lá longe, um comboio de camiões carregando material pediátrico destinado ao Hospital de Campanha,segundo a proposta referida.

Enfim, que tremenda diferença entre a gravidade das situações e a nossa capacidade de resposta. Mas, surpresa das surpresas, aparecem vários colaboradores – praticamente todo o pessoal do antigo pequeno hospital da Damba quer ajudar.

 

Maternidade                                          A maternidade da Damba em 2009 ( Fotos de Ge.Tungo )

E… com exuberante entusiasmo, sem olhar a horários e / ou sacrifícios surge este Centro de Pediatria com enfermeiros, técnicos de laboratório, vários ajudantes, todos nativos e excepcionalmente eficazes. E até um inesquecível radiologista, vindo do Congo Belga.

E assim começou a minha pediatria, algures em África.

“ – E continuo na Damba, rodeado de doentes, dos pequeninos como nós gostamos. Tenho uma enfermaria ( chama-lhe barracão que ainda agradeço ) cheia de pretinhos. Todos os dias chegam coisas sensacionais. Os maiores edemas carenciais que vi na minha vida, as maiores desidratações, os maiores problemas alimentares; maravilhoso, maravilhoso tudo.

E os miúdos começam a renascer para a vida e para mim ( Agradeço-lhes com todas as minhas forças os únicos momentos “ vivíeis” de Angola .) “ – Carta a C. Mota –

Lamentavelmente este pequeno grupo de trabalho não teve muita duração. A PIDE suspeitou que os meus companheiros tinham ligações políticas ao MPLA. Foram presos e levados quase abruptamente para Carmona (Uige).

 

Restou uma despedida… com as lágrimas nos olhos e o desejo de reencontro.

Mas eu sabia que o sonho terminara – ainda sinto nossas mãos dadas desajeitadamente e o seu olhar, amontoados num Jipe com a bandeira portuguesa.

 

 

                                                  


Archivos

Ultimos Posts