Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Sobre o padre Frei Pedro João,morto na Damba em 1961.

Publicado por Nkemo Sabay activado 30 Diciembre 2010, 06:50am

Etiquetas: #Fragmentos históricos da Damba

   

 

Por João Garcia

 

 

Depois de ter lido o artigo de Camilo Afonso onde fala da morte do padre Frei Pedro João descobri uns relatos sobre a sua morte publicados no “Boletim Geral Ultramarino” de 1961. Como é evidente a versão é diferente da mencionada e a linguagem utilizada é a do governo colonial da altura sendo os nacionalistas apelidados de terroristas. De todo o modo achei interessante enviar-lhe os textos pois, desde que devidamente datados e com as devidas cautelas dadas as fontes (Governo colonial português) podem ser úteis para a história da Damba. Do relato de Camilo Afonso anoto aquilo que também aconteceu no Quitexe: a tropa portuguesa a servir de obstáculo à acção vingativa da Pide, fazendeiros e algumas autoridades administrativas sobre a população local.

 

Eis o conteúdo no "Bolentim Geral Ultramarino" de 1961:

 

Dia 20(Maio ? 1961)---Bandos de terroristas volataram a atacar a vila da Damba,desta vez destribuidos em dois grupos.Visavam,sobretudo,os locais onde a população reforçada com elementos da polícia se concentrou para a organização da defesa: as casas do Administrador e do Secratário e do Club local.Os dois grupos entraram,um pela estrada de Maquela,o outro,bastante mais numeroso,pela estrada do 31 de Janeiro.Antes de tomarem posições,destruiram ou danificaram o recheio,das residências e estabelicimentos da vila.Um padre capuchinho,antes de ser iniciado o ataque,fez uma tentativa de apaziguar os atacantes,e abandonando as posições defensivas,foi ao seu encontro,vestindo o seu burel,tentando falar-lhes com braços no ar.Sem dar tempo para uma defesa,os terroristas atingiram o sacerdote com um tiro,sendo o corpo recuperado mais tarde pelos defensores,que,apesar do perigo,efectuaram um funeral condigno.O ataque manteve-se durante algum tempo,mas em vista da tenacidade da defesa,os atacantes foram repelidos,deixando pesadas baixas.

 

O padre capuchinho evocou,na sua acção,os sentimentos cristãos,que julagava haver no grupo de bandoleiros,chama-se Pedro Juan e era natural de Trieste.Tinha 33 anos e foi para Angola em 1956,sendo colocado na Missão Católica da Damba,onde era geralmente estimado.Depois de 15 de Março,a sua acção foi notável,ajudando os defensores de todos meios ao seu alcance.

 


              Boletim Geral do Ultramar 2

 

        

                                                                 

Archivos

Ultimos Posts