Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Muinguilo visitou Damba de novo.ENTREVISTA.

Publicado por Nkemo Sabay activado 8 Agosto 2010, 02:19am

Etiquetas: #Entrevistas

Auto-compositor,intérprete e cantor angolano,o Reggaeman Muinguilo,é natural da Damba,como já divulgamos várias vezes.O que provoca a admiração neste homem residente na Holanda,é o amor pela sua região de origem.O Blog da Damba aproximou-se dele para saber, qual é a razão que,em menos de dois anos,efectuou duas viagen à terra dos seus antepassados.

                                              m_21.jpg

 

Blog da Damba(BD)-Como te chamas?

Muinguilo(M)-Chamo-me Lutonádio Sebastião Muinguilo.Este último é também o meu apelido artístico.


BD-Sabemos que és natural da Damba,qual é a tua aldeia?


M-Sou natural de Kicatorze,no kilómetro 18 da sede da Damba em direção de Maquela do Zombo.O meu pai chama-se Kinsona Nzuzi enquanto que a minha mãe responde pelo nome de Kininga,ela é de Mbanza Kinzau.


BD-Em que tempo vivestes na Damba?

 

M-De 1975 até nos meados dos anos 80,fiz todos os meus estudos primários e preparatórias na Damba,antes de partir para Malange e mais tarde em Luanda.Militei na OPA(Organização dos Pioneiros Angolanos) e na ODP(Organização da Defesa Popular).O meu chefe naltura chamava-se Ndombasi Catorze.


BD-Ndombasi Catorze o antigo secretário da JMPLA da Damba,filho do Soba com o mesmo nome?

 

M-Sim é esse mesmo.Somos da mesma aldeia.


BD-Quais são as recordações da Damba guardas daquele tempo?

 

M-Havia muita gente,os bares,hotéis,muitas actividades como o futebol com todas equipas da Damba,em especial o FC Nzazi e o FC Char de Combat de Mbanza Kinzau,com o conhecido guarda redes Míssil.Não esqueci a equipa Juvenil dos padres da Missão católica.

m_28-copie-1.jpg

Muinguilo na Damba em 2008.


BD-Onde resides actualmente?

 

M-Vivo no Amsterdam,nos Paises Baixos mais pretendo regressar definitivamente na Damba para fixar alí a minha residência.


BD-Já fostes na Damba pelo menos duas vezes em dois anos,podemos saber a razão?

 

M-A primeira viagem,tinha saudades da Damba e dos meus pais que ainda vivem lá,fui lhes visitar.Ainda tornei a voltar lá,desta vez fui comprar uma parcela de terreno no bairro 16,o conhecido também pelo Sanzala Artista,perto da casa do Sr Rodrigues.Estou construindo uma casa alí e será minha futura residência.


BD-Angola é classificada muitas vezes como um dos paises mais caro do mundo,onde os preços dos materiais de construção são exorbitante,o que desencoraja os Anandamba de construir casas actualmente na Damba.Quanto custa uma casa com condições acetáveis,neste momento na Damba?


M-Não,nao...estão muito enganados,preços astronómicos talvêz é só em Luanda e não nas províncias.Na Damba particularmente,areia e pedras,indespensável para construção duma casa,é gratuito,só terás que comprar materiais para o telhado e cimento.As madeiras custam barato.Quando penso muitos Bana Damba aí na Europa, o dinheiro que gastam para o conforto pessoal,coisas inúteis,roupas caras,caros de luxo,com um pouco de patriotismo,estes gastos podiamos construir casas com condições modernas.Falta-nos um pouco da imaginação!Assim podiamos ajudar o desenvolvimento da Damba.Ninguém pode reconstruir Damba a não ser nós próprios.


BD-O aeródromo da Damba já foi reconstruido...

.

M-Sim,mas a pista ainda está em terra batida.Na sede da Damba,quer dizer,nos bairros periféricos,Kinteka,Kinkossi,Missão,Angola Nova,Kissanga,Mbanza Mabubu,Kinzenze,Sala Mbongi,Zongo,estão em ruinas.Lamento que os Bana Damba abandonaram Damba.Aproveito a ocasião para lançar um vivo apelo a todos Bana Damba,NÃO ABANDONAM DAMBA.TEMOS UMA TERRA LINDA.RECONSTRUEMOS DAMBA,SOMOS CAPAZES.


                                 


BD-Agora vamos falar da tua carreira musical.Porque cantas em reggae e não no ritmo popular da Damba,denominado Masikilu ou  Konono?

 

M-Não há muita diferença,como sabes que o reggae é ritmo africano exportado para as Antilhas.Com esse ritmo sinto-me próximo do nosso rítmo popular.Sou membro da comunidade Rastafari de Angola,AMORA.Muitas composições minhas estão em Kikongo,a nossa língua.Em Dezembro próximo vou dedicar uma canção sobre Damba,intitulada TUENDA TUNGA DAMBA DIETO.Uma exortação a todos Anandamba para a reconstrução da Damba.

                                      

BD-Canções com título como Tuzolana ou Simon Kimbangu,são de carácter social,que messagem pretendes dar a nossa sociedade?

 

M-A nossa sociedade não é má em si,mas as pessoas não sabem que  direção  seguir para orientar as suas vidas.Muitos problemas que encontramos na vida são ocasionados pela falta do amor ao próximo,muitas coisas negativas aconteceram ao longo da minha vida,é por isso,as minhas canções estão cheias de conselhos para evitar coisas desagradáveis na vida das pessoas.


                          SDC11916

                         Muinguilo no Bairro Kicatorze em Junho de 2010.


BD-Nunca pensastes fazer um mega-concerto gratuito na Damba,Sakamu,Kinkama,Lêmboa ou Nsosso?

 

M-Já pensei cantar na Damba,mas antes tenho que fazer operações de marketing para os actuais residentes dambianos me conhecerem.De momento estou fazer promoção do novo CD que estará no mercado no próximo mês de Dezembro,como já disse antes.Mas no ano que vem,vou oferecer um concerto gratuito aos dambianos.


BD-Para terminar,o que pensas do Blog da Damba.

 

M-Boa iniciativa.É bom saber que exitem pessoas que se preocupa sobre Damba.Visito-o regularmente para saber as notícias da Damba e do Uíge em geral.Mas seria melhor criar um site.


BD-Muito obrigado pela sujestão,veremos isto no futuro.Última palavra?

 

M-Reitero a minha exortação aos dambianos de todas partes:NÃO ABANDONAM DAMBA.TEMOS UMA TERRA LINDA.RECONSTRUEMOS DAMBA,SOMOS CAPAZES,SE HAVER VONTADE.

 

                                                            Entrevista realizada por Sebastião Kupessa.



  Imagens da Damba em Junho de 2010.

 

 

 

 

Archivos

Ultimos Posts