Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


MINFAMU doa bens às mulheres da Damba.

Publicado por Nkemo Sabay activado 8 Abril 2010, 09:28am

Etiquetas: #Notícias do Uíge

Angola86t-copie-1.jpg

Mulheres da Damba benefiaram ajuda do MINFAMU.

 

Uíge- Mais de quatrocentas mulheres provenientes dos dois Congos e 8 reassentadas no município da Damba, beneficiaram quarta-feira de diversos bens, com vista a debelar as dificuldades que enfrentam.
 
O donativo entregue pela Ministra da Família e Promoção da Mulher, Genoveva Lino, consubstancia-se em alimentação, instrumentos de trabalho como enxadas e catanas, bem como recipientes para reservar água e quites para parteiras tradicionais.
 
O acto de entrega aconteceu após o encontro que a governante manteve com as mesmas para auscultar as suas preocupações, assim como transmitir palavras de encorajamento.
 
Na oportunidade, as mulheres provenientes dos dois Congos lamentaram a morosidade que se regista no seu enquadramento nos ramos da saúde e educação, assim como a falta de instrumentos de trabalhos para a prática de actividades agrícolas.
 
Solicitaram ainda a necessidade urgente da promoção de cursos para a aprendizagem da língua portuguesa com vista a facilitar a comunicação, sobretudo àquelas formadas no ramo da educação.
 
A necessidade de apoio em material de construção de residências para a população expulsa de forma compulsiva dos dois países, foi igualmente apresentada na ocasião.
 
O administrador do município da Damba, Sebastião Muanza, que destacou a visita da titular do Minfamu, disse no encontro que oito mil 767 cidadãos entre homens, mulheres e crianças estão reassentados no município.
 
"A maior parte dos cidadãos provenientes do Congo estão a passar dificuldades de vária ordem, há mulheres que os parceiros ficaram lá por não serem angolanos, assim como homens com esposas congolesas, incluindo os seus haveres. Há pessoas que trabalharam mais cinquenta anos nestes países cujas pensões não foram pagas, bem como trabalhadores em activo que deixaram os seus salários”, deplorou o administrador.
 
Em resposta, a ministra garantiu apresentar as preocupações aos respectivos titulares para o devido tratamento, tendo garantido que as dificuldades serão resolvidas com a contribuição de todos.
 
"Sabemos que o facto de terem deixado todos vossos haveres causa grandes constrangimentos no dia a dia, mas devem se alegrar por se encontrar já na própria pátria e contribuir para o desenvolvimento da mesma”, sublinhou.
 
A ministra que se encontra na província desde terça-feira, para uma visita de trabalho de 72 horas, manteve já encontro com o governador da província do Uíge, Paulo Pombolo e com os membros das administrações municipais do Quitexe e Damba.
 
No quadro do seu programa, visitará hoje as crianças portadoras de deficiência inseridas no sistema normal de ensino na escola nº 68 na cidade do Uíge, bem como vai deslocar-se à comunidade de Longe Zeca , município do Negage, para informar-se sobre o projecto de alfabetização e repovoamento animal implementado pela direcção local do MINFAMU.
                                                                                                              Angop

 

Archivos

Ultimos Posts