Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Governo constata condições de vida dos habitantes de Sacandica, Béu e Kuilo Futa

Publicado por Muana Damba activado 17 Enero 2012, 13:40pm

Etiquetas: #Notícias do Uíge

64489528.gif

 

Uíge – Uma comissão multissectorial do Governo Provincial do Uíge, que integrou directores provinciais, secretários e assessores do governador, esteve, entre 12 a 17 do mês em curso, nas comunas de Sacandica, Béu e Kuilo Futa, município de Maquela do Zombo, com vista a radiografar as condições básicas de vida dos seus habitantes.
 
A comitiva coordenada pelo director provincial de Saúde do Uíge, Benji Moco Henriques, em representação do governador provincial, Paulo Pombolo, foi recebida pelos administradores comunais de Sacandica, Béu e Kuilo Futa e visitaram as infra-estruturas sociais e económicas da região, recolhendo informações sobre as prioridades das referidas localidades, a maioria das quais ligadas a construção de novos postos de saúde, centros médicos, salas de aulas e outras infra-estruturas.
 
Durante a sua permanência nas respectivas localidades, os membros da delegação mantiveram encontros com os administradores comunais, autoridades tradicionais, religiosas, sociedade civil e a população, auscultando as preocupações e dificuldades que afligem os habitantes das comunas de Sacandica, Béu e Kuilo Futa.
 
Sobas, regedores, entidades religiosas e a população clamaram pela reabilitação das vias de acesso que se encontram em péssimas condições de circulação, construção de centros e postos médicos, salas de aulas, abertura de postos para registo civil, acesso ao crédito agrícola de campanha, bem como a montagem de uma antena das operadoras de telefonia móvel Unitel ou Movicel, em cada comuna.
 
A falta de água potável, energia eléctrica, serviços de saúde com qualidade, aumento de técnicos de saúde, professores, falta de instrumentos de trabalho, como enxadas, catanas, limas, machados, bem como máquinas de lavoura, alfaias e imputes agrícolas, constituem também preocupações da população.
 
Diversas lagoas, charcos, buracos, ravinas, assim como a degradação das pontes e pontecos, são entre outras dificuldades que impedem a circulação condigna de pessoas e bens na região de Sacandica, Béu e Kuilo Futa, uma vez que as estradas abertas na era colonial nunca beneficiaram obras de restauro ou requalificação.
 
Falando à imprensa no fim da visita as três comunas, o coordenador da comissão multissectorial, Benji Moco Henriques, manifestou-se preocupado com as péssimas condições de vida dos habitantes da região, tendo garantido que o governo provincial vai aplicar, ainda este ano, maior dinamismo e agilidade no arranque das obras de reabilitação das três principais vias de acesso ao município de Maquela do Zombo para as comunas de Sacandica, Béu e Kuilo Futa.
 
“O governo definiu o inicio da requalificação das vias principais que ligam as comunas com a sede do município de Maquela Zombo como prioridade, para, posteriormente, prosseguir com o melhoramento das secundarias e terciárias”, disse, acrescentando que estão criadas todas as condições para o inicio da obra, por formas a garantir a circulação de pessoas e bens.
 
“O desenvolvimento de qualquer região passa necessariamente pela requalificação das vias de acesso”, frisou, avançando que, para além da reabilitação das vias de acesso na região, a expansão dos serviços municipalizados de saúde, construção de novas salas de aulas, aumento de enfermeiros e professores constitui outra preocupação do governo provincial para o melhoramento das condições de vida dos habitantes.
 
Face a esse desiderato, o responsável pediu as autoridades tradicionais, religiosas, sociedade civil e a população maior colaboração na concretização das tarefas agendadas pelo executivo e que visam proporcionar um desenvolvimento eficiente da região.
 
As comunas de Sacandica e Béu, possuem três mil quilómetros quadrados, cada. A primeira tem sete regedorias, enquanto a segunda quatro, bem como 67 e 51 aldeias com uma população estimada em 28.220 e 33. 409 habitantes, cada comuna.
 
Já a comuna de Kuilo Futa, que dista a 50 quilómetros a nordeste do Béu, possui uma extensão territorial de dois mil 766 quilómetros quadrados, quatro regedorias, 37 aldeias e uma população estimada em 21 mil 510 habitantes, na sua maioria agricultores.
 
A mandioca, ginguba, feijão, gergelim, milho, batata-doce, café, cana-de-açúcar, banana, inhame e hortícolas são, entre outros, produtos cultivados nas localidades de Sacandica, Béu e Kuilo Futa.



                                                                                                            Angop

 

Archivos

Ultimos Posts