Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Formação de quadros & Bolsas de Estudo no Município da Damba

Publicado por Muana Damba activado 20 Julio 2012, 12:46pm

Etiquetas: #Coisas e gentes da Damba

 

 

Por Camilo Fernandes da Costa Macamo

 

camilo-Macamog.jpg 

 

 

A continuação relata-se uma história verídica e exemplar sobre as Bolsas de Estudo no Município da Damba.


A política governamental sobre o desenvolvimento humano e não só do então partido único encabeçado pelo Saudoso Presidente Dr. António Agostinho Neto, baseava-se fundamentalmente na formação de quadros, apos o seu desaparecimento tal politica foi seguida pelo seu sucessor a Sua Excelência o Eng° José Eduardo dos Santos actual Presidente da República, com a finalidade de instruir o homem para edificar uma sociedade justa e equitativa no sentido lato.


Neste contexto, o Município da Damba em 1979 beneficiou-se de bolsas de estudo, tendo enviado três (03) pioneiros ao exterior do país, nomeadamente na República de Cuba, dentre os quais destacam -se: Camilo Fernandes da Costa Macamo do Bairro Kissanga, João Filipe Kudimuena do Bairro Sala Bongui e Sebastião Tumitangua do Bairro Kinzenze, cujo resultados relevantes os seguintes:

Camilo Fernandes da Costa Macamo

Formado em ciências militares, actualmente oficial das Forças Armadas na reserva e funcionário da HIPERGESTA –Director da Administração e Finanças (Luanda)



João Filipe Kudimuena

Doutorado em Engenharia Industrial, actualmente professor da Universidade Agostinho Neto (Luanda)
 

 

Sebastião Tumitangua


Licenciado em pedagogia, actualmente professor Universitário na província do Nambibe e efectua o doutoralmento.

É de recordar que Damba é uma área bem situada e localizada, por vários motivos, a
saber:

1) Está entre Uíge e Maquela do Zombo

2) Possui um potencial enorme de minas de cobre e carvão mineral (chamado minas do Mavoio)

 

3) Ponto de descanso para todo viajante do Uíge a Maquela do Zombo e vive versa,etc.

4) Entre outras vantagens.

 

 

Diante dos motivos acima descritos, formula-se as seguintes interrogantes:



1) Como anda a situação do ensino e avanços académicos no Município da Damba?

2) Onde estão os quadros do Município da Damba para impulsionar o seu desenvolvimento?

3) Qual é a verdadeira situação das Bolsas de Estudo internas e externas no Município da Damba?

 
Diante deste dilema devemos realizar que desde que estes três jovens saíram da Damba nunca ouve mas nenhum estudante vinda da Damba isto nos inquieta os Dambenses os que conseguiram bolsas, as conseguiram fora do município, porque podemos dizer com bom tom Damba não esta perdido porque tem vários intelectuais, honra a nossa inquietação é termos bolsas para estudantes vindos da Damba como foi no antigamente e que nunca mas aconteceu depois nós termos saídos de lá.

 

 

 


Archivos

Ultimos Posts