Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Em memória do Frei Francisco Bimpa.

Publicado por Muana Damba activado 17 Diciembre 2011, 06:27am

Etiquetas: #Coisas e gentes da Damba

 

Por Demück da Silva Kiameso.(*)

 

 

40081 143100919055541 100000669003436 270157 1403991 vfn

 

Provàvelmente o dia de hoje, completa-se 33 anos da saída de prisão do frei Francisco Bimpa, que foi injustamente condenado a prisão, por ter participado numa missa realizada no dia da fundação do MPLA, no dia 10 de Dezembro de 1978, que era num domingo. Coincidência de dias que custou ao prelado católico, tortura, humilhação pública e finalmente prisão. O muana Damba (mundamba) Demück da Silva Kiameso, o autor do seguinte texto servia ambos lados, como pioneiro da OPA do lado do então comité municipal do partido e do outro lado, ajudante da missa, na Missão católica, conta-nos em poucas palavras, a intolarância política que se vivia naquele tempo na Damba:

 

 

No dia 10 de Dezembro de 1978, Domingo, a missa das 7 horas na igreja do Mbongui (a vila da Damba) para idosos não realizou-se por motivo do comicío que estava a ser preparado no largo da mesma igreja. Este dia, como se sabe, é o dia da fundação do MPLA, a razão pela qual a igreja da Missão Católica a denominada São João de Brito estava super lotada "Cheia".

 

Cedida por MGV

 

No meio do culto religioso, no tempo reservado ao sermão do evangêlho, surgiram de repente, duas secções dos militares com armas tipo AK "Kalachnikov" e estavam transportados por  um Jeep de marca Waz e um camião de marca Gaz de frabricação soviética, penetram na Igreja e interropem a missa. Obrigaram  todos os crentes que fossem ao comicío, como o Frei Francisco Bimpa  era dirigente do grupo coral DAMBA TELEMA (Damba levanta) além de ser Frei sacerdote, este protestou  e imediatamente foi interpelado, algemado e foi levado fora da igreja, onde foi torturado antes de ser levado à vila da Damba, onde estava se realizar o comício.

 

Na altura eu era jovem e estava neste momento ao lado dos Padres como ajudante da missa "Acolito", além de pertencer ao mesmo tempo OPA (organização dos pioneiros de Angola) do Bairro Artista Kongo, dirigido pelo camarada Madrugar e o Cordenador do bairro camarada António Tunga que era também o pai do Sodíos, chefe da Fila. Lembro-me entre a  Missão Católica até a praça onde tinha costume de realizar os comícios no Mbongui'a Ndamba, o tempo de marcha a pé é de 15 à 20 minutos, se não me engano, mas naquele dia tudo correu rápido como um relámpago e as autoridades chegaram ao comicío e acabando de descer o arguido (o frei Francisco Pimpa) no camião, a multidão vindo da igreja Católica da Missão já lá estavámos presente.

 

Enviada por Ivo Cardoso 3.thumb-copie-1

                              Igreja e o internato dos padres da Missão Católica da Damba.

 

A propaganda comunista do Movimento Popular de Libertação de Angola MPLA, acusou o frei de contra- revolucionário, por ter organizado uma missa no dia do aniversário do partido no poder. O prelado católico foi condenado e foi despido e queimaram o seu burrel da cor castanha, da ordem dos capuchinhos, que trazia no seu corpo. Os outros padres da missão, solidários com o frei, também vieram se posicionar ao lado do frei torturado e todos foram completamente humiliados na presénça dos fieis de todas gerações de Anadamba que lá estavam, foi um dos momento inesquecível da Damba. Depois do comício, o Frei Francisco foi encarcerrado na prisão, onde foi torturado e humilhado durante vários dias. Na sua saída, o coro da missão em que ele era o dirigente principal, realizou uma composição de seguinte canção em kikongo:

 

" - Frei kunguna mansanga mu mpasi zi wa muene, mpasi zi wa muene kaza muntu mosi ko, nata kuluzu dia sisa mfumu yezo."

 

O que quer dizer em português:

 

"Frei as lágrimas dos teus sofimentos vão secar. Com estas lágrimas, nós todos sofremos. Leva a cruz que deixou o Senhor Jesus Cristo"

 

Este foi a letra de canção que foi feita em memória do querido Frei Francisco Bimpa 

 

Todas histórias sobre os Anadamba e dos missionarios capuchinhos junto com as fotografias e outros da Damba esta expostas no museu dos capuchinhos na Itália, dirigido pelo Padre José Priante que foi padre da Missão Católica da Damba.

 

Eis o seu endereço:

 

Representante de Padres Capuchinhos pelo Mundo

Padre JOSÉ PRIANTE

Missionari Cappuccini del Veneto e Friuli venezia giulia

Piazzales S.Croce,44-35123 PADOVA

Tel;+049 8803466-Fax;+049 8805526-ccp14491351

e-mail:venezia.missioni@fraticappuccini.it

 

 

Comentário postado no artigo:link

 

 

 

(*) Filho do comerciante Da Silva Kiameso, no bairro Kongo.

 

Archivos

Ultimos Posts