Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Datas e Factos de relevância para a bacia do Congo

Publicado por Muana Damba activado 20 Enero 2014, 00:13am

Etiquetas: #História do Reino do Kongo

 

 

Por Dr. José Carlos de Oliveira


 

Jose Carlos de Oliveira l

 


1846 – O governo português que desde 1846 era impedido na sua expansão ao norte do Ambriz, por quem nos devia de auxiliar sobressaltou-se…Daqui a insinuação ao bispo de Angola D. José Neto, actual patriarca de Lisboa, para que se organizasse e partisse para o Congo uma missão político-religiosa, que restaurasse a nossa influência combalida pelas intrigas de estrangeiros e sobretudo pouco reconhecidos.


1876, Setembro 12 – Leopoldo II rei dos belgas, tendo como seu principal auxiliar Emile Bauning, estudando as viagens e descobertas de Burton, de Speke, de Livingstone e especialmente de Stanley, afivelava a mascara da filantropia e, convidando um grande número de altas personalidades da Europa, inaugurava a 12 de Setembro de 1876, a Conferência Geográfica de Bruxelas. Nela se faziam representar a Alemanha, A França, a Áustria, a Hungria, a Itália, a Inglaterra e a Rússia. Os resultados da conferência não se fizeram esperar…


1877, Agosto 09 – Leopoldo procurava um caminho de penetração para interior do continente negro, através da costa Oriental de África, Stanley descia o rio Zaire ou Congo e chegava a Boma em 9 de Agosto de 1877.

 

1878 – Stanley chegou a Marselha encontrou o barão Creindl e o general Sanford que da parte de Leopold II o convidavam a dar o seu concurso para a formação de uma associação comercial e de estudos para o Alto Congo.


1879, Agosto – Stanley aceitou a proposta, desembarcou em Banana, na foz do rio Zaire, para dar começo à prodigiosa empresa que havia de arrancar à nossa inépcia a maior parte do futuro colonial da Bélgica. Antecedera-o o steamer Borgá, levando a seu bordo pessoal e material necessários para a arrojada empresa.


1879, Agosto 21 – Stanley com os steamers Belgique e Esperança, a barca Jeune Africaine, as embarcações En-Avant e Royal, e dois barcos de aço, subia o Zaire com uma expedição de 68 zanzibaristas e 72 cabindas. Entretanto Leopold II, manobrando as chancelarias da Europa e o parlamento do seu país, como pedras de tabuleiro de xadrez encheu com uma audácia e felicidade inauditas, de borracha e marfim os erários particulares e engrandeceu com monumentos sumptuosos as primeiras cidades da Bélgica.


1880, Finais – Stanley, uma vez reforçada a expedição, pôs-se em marcha para o interior precisamente no local onde na grande rocha padrão, os sinais de Diogo Cão, quatrocentos anos antes.


1881, Fevereiro 13 – Chegada a Banza Kongo da caravana de 300 pessoas que compunham a comitiva do padre Barroso. Dela faziam parte dois carpinteiros, um europeu, outro indígena, e como material de pregaria levavam dois quilogramas2. Dois pedreiros sem ferramentas completavam o pessoal trabalhador da expedição. Capitão Mena, o guarda Marinha Mota e Sousa e o reverendo Sebastião José Pereira.


Fotografia do acervo do autor, o enterro do Ntotila (D. Álvaro).

 

1908, Novembro 15 – Leopoldo II da Bélgica transfere a tutela do Congo, sua propriedade pessoal, para o Governo Belga devido à denúncia das condições de escravatura da população local e ao endividamento do monarca, à custa dos inúmeros defeitos e atrocidades cometidas.


Parte desta documentação foi retirada dos relatórios de Faria Leal publicados no boletim da Sociedade de Geografia de Lisboa, Nº9, Setembro de 1914, 32ª série, e do padre António Barroso, mencionadas respectivamente nos boletins da mesma Sociedade de Geografia, 8ª Série, Nºs. 3 e 4, 1888,89.

 

 

 


 

Archivos

Ultimos Posts