Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Damba tem 4 Comunas e vamos lembrar os nossos antepassados.

Publicado por Muana Damba activado 29 Septiembre 2012, 16:12pm

Etiquetas: #Coisas e gentes da Damba

 

 

Por Dr CAMILO AFONSO NANIZAWU

 

Dr Camilo Afonso Nanizau.

 

Começo por lamentar tamanha discussão sobre a situação geográfica do Município da Damba. Ela tem quatro comunas, segundo o quadro administrativo colonial e que foi herdado pela República de Angola. As Comunas referencidas são aquelas que são reconhecidas em todos os escritos da administração colonial e não só. Aguardemos pelos novos reajustos administrativos que serão levados a cabo pelo Governo. E ali já poderemos discutir o que tem que ser acrescentado.

 

locmap_DAMBA_14.9653333X-6.8033333X15.3013333X-6.5633333.png

 

Os que reclamam por não conhecimento ou reconhecimento das mesmas, demonstram bem a sua ignorância sobre a realidade socio-cultural desta histórica Damba, Zunga kya Ndamba! Que me desculpem o este meu atrevimento. Onde é que viveram antes de sairem de Angola ou da Damba? Onde fizeram os seus estudos primários? Por quê discutirem lá longe assuntos que têm a ver com a nossa Identidade Cultural, como Mindamba? E nlele a nvindu, mu nzo usukulwanga !Que tenham um pouco de respeito pelos poucos Mais-Velhos que ainda vivem. E que saibam lhes colocar as questões no devido lugar e momento certo. Sei bem, que muitos já têm saido da europa para irem visitar os familiares kuna Ndamba. Assim sendo, aproveitem perguntar os Mais Velhos. O nosso Tio Manuel Tungu, está lá de pedra e cal. Dianzole: e nlele nsopa kawa tomina makino ko! Nesta actualidade em que o país vive, a discussão sobre o desenvolvimento e o progesso da Ndamba deve ter lugar lá dentro. Isto é no interior do do nosso Muncípio. E que cada um de nós deve primeiro olhar ao redor da sua casa, yo vo Zumbu, e saber como está. A partir deste olhar nos voltarmos para todo o Município, sem exclusões. A minha Ndamba é aquela congregadora, de Mpete-a-Nkusu a Nsoso, e de Nkama-Ntambu a Lembôa. Assim, vivi e convivi com a minha gente. Nunca tive razões de queixas.


Quanta gente que por ali passou e que guarda ricas recordações da vida e momentos ali passados com a gente da Ndamba. É chegada a hora para contribuirmos no desenvolvimento desta "Graciosa Vila do Norte de Angola". Este título consta dos manuais escolares do período colonial, após os acontecimentos do início da luta armada em angola. Basta clicar em "Memórias de África",( na pág. biblioteca digital) , lá estão os títulos dos manuais escolares do nosso tempo com, cabeça, braço, mão, perna, pé. E o manual da quarta classe com o título,"Se mais Mundo houvera"...

 
A bravura da gente da Ndamba ficou escrita desde os fatos de Mfumu Nakunzi, Namputu, Mbyanda-Ngunga, Nkama-a-Ntambu, ao nosso herói anónimo, que em plena guerra de 1961, retirou a bandeira portuguesa do mastro, e quando se preparava para a retirada foi atingido mortalmente. Honras lhes sejam prestadas na história regional e local do Município da Ndamba. Sei que ele foi do Nsala-Mbongui, agradeço que procure pelo Primo Pedro Zilungo, que conhece bem o nome dele e da família.


web n18019(2)

                              Sobas da Damba nos anos fins dos anos 40



É bom que se diga que a Ndamba teve sempre gente muito empreendedora, mesmo com a presença portuguesa. Basta relembrar que os primeiros Mindamba a comprarem carros neste período colonial foram: Mfumu Zenzu, Malongui-ma-Mpulu- muna Nsala-Mbongui, Mfumu Kyala-kya -Nzinga, kuna Kimayala-Missawu, Mfumu Ndwalu Mbuta, apenas referir-me a esta velha guarda, porque depois vieram outros antes da independência e mais tarde após a independência,vamos conhecer o inesquecível Mfumu Mingiedi Nzenguele Mazina, Mfumu Muniz Mbunga, Mingiedi Mpanzu-a-Mpanzu, Mfumu Fonseca,e tantos que serão relembrados com a vossa ajuda.

 
A minha geração e as anteriores, foi assim que se foram casando e discutindo as questões históricas de fundo sobre, Mfumu Mingiedi Nakunzi, Namputu, Nkama-Ntambu, Mbyanda-Ngunga,Ntwa a-Nkombo, Yokola, Ndwalu-Mbuta, Kyala kya Ntalu, Kyala kya Nzinga, Lengo, Kabiba, Yundula, Mabibi, Mazambilu, Nzakwaku, Kituma kya Nzunga, Mbuluma, Kituma kya Fisi, soba Mpetelo, Kaboko, e tantos outros que a memória já não se lembra neste momento. É a partir destas figuras que nos devemos relembrar das nossas vivências como Mindamba. Quem se recordar destas figuras e outras poderá dizer que sim eu conheço a Ndamba! Twa wizananga. E dya na kutuka nlombo,mazoa a lembe mo. Lusadi kya mbote muna zola kwa Nzambi-a-Mpungu!

 

 

                                                       Fonte: Grupo ANADAMBA/ facebook


 



Archivos

Ultimos Posts