Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


A lenta transformação da Damba

Publicado por Muana Damba activado 3 Diciembre 2013, 10:29am

Etiquetas: #Coisas e gentes da Damba

 

 

Em correspondência directa com o nosso município, fomos informados da lenta transformaçâo da Damba, no sentido progressivo, apesar de que, o caminho a percorrer até a resoluçâo dos problemas básicos de ordem social da sua população, ainda é longo.

 100_5855.JPG                                                    Vista parcial da Vila da Damba


Senhor Francisco Kakembo, jornalista, afirmou a vila da Damba já conta com uma estação emissora da R.N.A ( Rádio Nacional de Angola ), cujo o essencial dos seus programas baseam-se na vida quotidiana dos mindambas, a sua cultura e os seus usos e costumes. Os seus microfones percorrem aldeias para ouvir as opiniões dos aldeões, fazendo este meio de comunicaçâo, um instrumento da expressâo de habitantes da Damba, de Nkama Ntambu à Lêmboa, de Nkusu Mpete à Nsoso.

 

100_5810.JPG

                              Jovens mindambas na emissora da Rádio Nacional de Angola


Em comparaçâo com as imagens captadas na Damba, há poucos  anos atrás, a sede do nosso munícipio evolui muito, com as ruas asfaltadas, postes de iluminaçâo eléctrica instalados, edifícios em renovação, em breve, as recentes imagens apresentam a sede do município, uma vila moderna. Isto confirma o engajamento do governo de Angola na melhoria das condições sociais da populaçâo de angola.

 

Como já foi noticiado aqui no Portal do Uíge e da Cultura Kongo que, a água já jora nas torneiras das residências da Damba. Manuel Zacarias, Administrador Adjunto municipal da Damba, confirmou a notícia. Afirmou ainda que não só na Vila da Damba, mas também "em bairros periféricos como Sala Mbongi, Nsanzala Artista, Kimbangu, Kinteka, Missão, Kinkosi, já beneficiam o precioso e vital líquido canalizado em algumas habitações."

 

1381383_209195515925526_1430684636_n.jpg                  Administrador adjunto da Damba, Manuel Zacarias, nas cataratas de Nkama Ntambu

 

Quanto aos meios de transporte, também as notícias são encorajadoras, existem autocarros modernos com ligações intermunicipais, transportando passageiros de uma localidade  para a outra. Por exempro, para deslocar-se a Makela do Zombo ou para cidade do Negage, o passageiro vai à estação, apanha o autocarro na hora certa e vai o levar o seu destino, isto acontece várias vezes por dia. A asfaltagem da estrada principal até Makela do Zombo é um facto, o que facilita o tráfico. As vias secundárias estâo a ser reparadas, mesmo sendo de terra plenagem, exitem condições de circulação com automóveis até Sakamu, a sede comunal do Nkusu, só para citar esta via.

 100_5757.JPG

                       Com meios de transporte modernos, de Negage para Makela do Zombo.

 

A energia electríca fornecida pela barragem de Kampanda, na província de Malange, ainda não se encontra instalada na Damba, faltando apenas um posto de  transformação, o que se fará em breve. Apesar de que, as linhas transportadoras desta energia que está alimentando actualmente Makela do Zombo passa pela Damba, alguns bairros estão aindas nas "escuras" e outros beneficiam em alternância, segundo a capacidade dos geradores da corrente eléctrica instalados na Damba.

 

1001598_217670751744669_613555111_n.jpg

                                              Funcionários da Adminstração da Damba

 

Para os que querem viajar para Damba e não encontrar lugar para dormir, podem dirigir-se à hospedagens que se encontram na vila. De condições modestas, as duas pensões residenciais oferecem mínimas condições para passar momentos memoráveis na nossa região. Ambas hospedarias possuem 4 quartos respectivamente. Uma pertence a família Dom Afonso Mbunga e outro é da Zefra e filhos. No mercado da Damba, há um restaurante que produz refeições, portanto os visitantes podem restaurar-se ali, com pratos típicos da região, o nome do restaurante é "Bom-Beco" pertence o Sr. Kadiangu. Perto do hospital da Damba, há um outro refeitório designado ZAYADIAKU pertecente ao Sr. José Mbunga. Mas os que pretendem  hospedar-se em condições mais modernas podem rumar-se a Kibokolo, no município de Makela do Zombo, no Hotel  ultra-moderno Sofia, que dista apenas dezenas de kilómetros, há pouco menos de trinta minutos apartir da vila da Damba.

 

100_6007.JPG

                    Jovens mindambas, residentes em Luanda, em visita na Vila da Damba

 

Assim, estâo reunidas as mínimas condições para recepção de turistas, da diáspora e de amigos desta região em desenvolvimento.

 

 

                                                                                                     Muana Damba

 

 

Archivos

Ultimos Posts