Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


As etapas de Kinzonzi: Tulula Matamba

Publicado por Muana Damba activado 26 Mayo 2012, 04:24am

Etiquetas: #Usos e costumes da Damba

 

 

 

No Kinzonzi, depois do ritual da recepção e de saudações ( ver As etapas de Kinzonzi: N'kuvu ou N'kuwu. ), a etapa seguinte consiste a recensear e identificar as pessoas presentes no diálogo. A justificação da presença ou a ausência de cada membro de família, que em princípio, deveria participar nas "negociações" é que se chama em Kikongo TULULA MATAMBA.

 

Perante um problema, é obrigatória a presença da família dos pais ( Ki sé ) e da mãe ( kanda ), do pai do pai e da mãe do pai, avôs paternos ( Ki nkanka ) e do pai da mãe, avôs maternos ( igualmente, designado por Ki nkanka). Também são convocadas, pessoas importantes mesmo não tendo relações de parantesco, não obstante a presença não ser indispensável, como por exempro, famílias dos cunhados, visinhos, notáveis de outras aldeias, chefe de aldeias, dignidades de outros Kandas, etc.

 

 

299074_289335117760210_100000511710353_1224842_176-copie-1.jpg

  Cenas de Kinzonzi na Damba, com a participação do Dr Filomeno Vieira Lopes ( foto de B. A. Kituma)

 

Geralmente, cabe ao pai de convocar as pessoas (no caso de óbito,  de casamento). Os notáveis familiares não devem justificar a sua presença por simples rumores. O convocador deve delegar uma pessoa especialmente para anunciar-lhe a razão da reunião. Todas pessoas indispensáveis devem ser convocadas oficialmente. Apesar de que, na sociedade bakongo, o sentido da solidariedade é elevada, não se brinca com factos relacionados com a honra. Se não enviar um delegado para anunciação, a pessoa concernada não marcará a sua presença, mesmo estando perfeitamente ao corrente da situação. Se for uma pessoa importante no díalogo, a sua sua presença será reclamada. Muitas vezes, as reuniões são suspensas, sob condição da presença desses homens ( no caso de M'fumu a Kanda, Ki sé, ki kanka, chefes de aldeia).

 

Na etapa de Tulula Matamba, a ausência de cada membro de família deve ser devidamente justificada, só aceitam casos de doença ou estar ocupado a outros problemas importantes, neste caso, vai delegar uma pessoa próxima para representar-lhe, geralmente são irmãos ou sobrinhos.

 

Antes de começar o "Vova Gwizana" pròpriamente dito, o kimpovi ou mpovi ( o porta-vôz ) deve anunciar a presença dos participantes, designando-os pelo o "slogan" dos seus kandas, honrando-os assim. Deve também explicar a ausência de certos membros. A presença de um estrangeiro é tolerada desde que se identifica, não terá direitos a participar nas deliberações, mas pode a aconselhar ou sugerir para a solução do problema.

 

Em breve, TULULA MATAMBA, no Kinzonzi significa identificação das pessoas presentes e a justificação das ausências no diálogo.

 

 

                                                                                                     Muana Damba

 

 



Archivos

Ultimos Posts