Overblog Seguir este blog
Edit post Administration Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


"Água para todos". As comunas do Nsoso e de Kibokolo com água canalizada.

Publicado por Muana Damba activado 3 Diciembre 2012, 12:52pm

Etiquetas: #Notícias da Damba


 

torneiraUíge - Seis mil e 300 habitantes da sede da comuna do Nsosso, município da Damba, província do Uíge, beneficiaram neste fim-de-semana, de um sistema de captação, tratamento e abastecimento de água potável construído pelo governo provincial, no âmbito do programa “Água para todos”. 

O sistema possui um tanque com capacidade para 15 mil litros cúbicos, lavandarias, 20 chafarizes com capacidade para bombear mais de 25 mil litros cúbicos por hora e está  a funcionar no sistema de bombagem, através de um grupo gerador de maior capacidade instalada no centro de captação

O corte de fita da infra-estrutura coube ao governador provincial do Uíge, Paulo Pombolo, durante uma visita de ajuda e controlo às administrações municipal e comunal que efectuou naquela circunscrição

Paulo Pombolo inaugurou também outro sistema de captação, tratamento e abastecimento de água potável na comuna de Quibocolo, município de Maquela do Zombo, com 20 chafarizes, sete lavandarias e um tanque com capacidade para 40 mil litros cúbicos. 

O empreendimento também construído pelo governo provincial no âmbito do programa “Água para Todos”, está a fornecer água à sete mil 793 habitantes na sede e nos bairros  periféricos da comuna de Quibocolo

O seculo da sede de Quibocolo, Mayala Valentim, depois de ter lembrado a trajectória das dificuldades que a população vivia, enalteceu o ganho da paz, como sendo a base fundamental para o desenvolvimento de qualquer região, garantindo o bem-estar das comunidades. 

“Na sede da comuna já temos, água, centros e postos médicos, escolas, estabelecimentos comerciais e outros empreendimentos que anteriormente não havia, tudo isso, ganhamos devido a paz e os esfoos do executivo”, disse. 

Ao dirigir-se a milhares de habitantes na sede da comuna de Quibocolo, o governador provincial do Uíge, Paulo Pombolo, pediu aos beneficiários a cuidarem do património que  o governo colocou a sua disposição para que possa ajudar em tempo adequado os habitantes da região e não só. 
O governo tem em conta das principais necessidades e dificuldades da população, por isso, está apostado na resolução das mesmas de uma forma paulatina e equilibrada,  dando lugar as principais prioridades, sobretudo aqueles que estiverem ao alcance dexecutivo provincial”, disse. 

Paulo Pombolo garantiu que apesar da água, escolas, centros e postos de saúde já construídos nas sedes comunais de Nsosso e Quibocolo, o governo provincial vai ainda  no próximo ano colaborar com o Ministério de Energia e Águas para que se possa instalar a iluminação pública e domiciliária nas respectivas comunas, através de mecanismos  devidamente acordados pelo executivo

O governante pediu maior colaboração, participação, respeito e responsabilidade por parte da população no cumprimento das diversas tarefas agendadas pelo governo, uma  vez que o executivo traçou diversos mecanismos mais eficientes para o desenvolvimentdo país durante o mandato

Na ocasião, Paulo Pombolo anunciou que o governo da província está preocupado com a criação do mercado na zona neutra da fronteira de Angola com a República Democrática  do Congo, tendo uma comissão composta por membros do governo e autoridades policiais se deslocado a fronteira, com vista a se inteirar das condições de organização e o funcionamento da mesma, uma vez que o executivo pretende uniformizar as estruturas organizacionais das fronteiras. 

“Depois da conclusão dos estudos em curso, o governo provincial vai elaborar um relatório que será remetido ao executivo central para a devida aprovação, logo que nos seja dado o aval estaremos em condições para o início das actividades mercantis na fronteira”, concluiu. 

Presenciaram do acto de inauguração dos empreendimentos, autoridades tradicionais, religiosas, representantes de partidos políticos com assento no parlamento, juventude, membros do governo e a população em geral. 

                                                                                  Angop

 

Archivos

Ultimos Posts