Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Adeus Domingos Moisés "Vitória é certa".

Publicado por Nkemo Sabay activado 24 Diciembre 2010, 02:36am

Etiquetas: #Notícias da Damba

 

 

Adeus Domingos Moisés "Vitória é certa",Comissário(Administrador) Municipal da Damba,1976-1979.

 

ANG-16-5 satellite trimmed

Por SEBASTIÃO KUPESSA.

 

Lamentamos o desaparecimento físico de um dos melhores administradores que Damba já teve,independentemente das cores poílticas,da raça e da origem.Foi no tempo de Domingos Moisés que Damba conheceu uma relativa prosperidade.

 

Domingos Moisés nasceu em 1938,no Mpudi (hoje Puri),onde fez os estudos primários.Em 1961,participou activamente na revolta popular do noroeste de Angola,procurado pela PIDE,abandona Angola para encontrar refúgio no então Congo Belga.

 

Em 1963,ingressou nas fileiras do MPLA e pertenceu as fomosas e persecutadas células clandestinas no Congo,com a missão de recrutar guerrilheiros e quadros para a primeira região Militar do MPLA.Depois de 25 de Abril,fez parte da representação do MPLA no Uíge,no governo da transição,em conjunto com o falecido Luís Filipe,Massunga Kota,etc.Meses depois a FNLA foi expulsa de Luanda e estabelecu-se na cidade de Carmona,que por sua vez persecuta e expulsa fora da provincia os militantes do MPLA.Com a ofensiva militar das FAPLA's,o braço armado do MPLA,nos dias que seguiram a proclamação da independência,Domingos Moíses integrou a Brigada militar que conquistou as cidades do Uíge e Negage,como activista político.

 

Depois de um periodo incerto e confuso da transição na Damba,as forças do MPLA ocupam a vila sem combater no dia 21 de Janeiro de 1976,que antes era ocupada pelas forças da FNLA.José Armando foi o primeiro Administrador da Damba depois da independência.Mas as forças leal ao Holden Roberto,não abandonaram as armas,continuavam em acções de guerrilha,provocar mortes e desolação no Nkuso Mpete,Nsosso (31 de Janeiro) e no Wando(Lêmboa) e ainda mais: foram caputurados mercenários americanos e ingleses,comandado pelo famoso Callán,americano da origem chipriota,perto da aldeia do Kisoba a Nanga.Esta situação tirava o fôlego na dominação rubro-negra,assim foi chamado,para governar Damba,o dinámico Domingos Moisés,no fim de 1976.

 

"Vitória é certa"(seu nome da guerrilha) chega na Damba,reorganiza administração do estado no município,relança a actividade económica apoiando os comerciantes locais,cria os sectores em substituição das regedorias ,nomeia os coordenadores (antigos sobas),acolhe os refugiados e regressados internos como externos,apoia a construções de ecolas nas aldeias mais recuadas,incentiva as actividades desportivas e culturais,recruta quadros,(os actuais Governador do Uige,ministro da Agricultura e da Pesca,Embaixador de Angola na França,etc,entraram na política neste tempo).Visita militares nas frentes de combate,ao mesmo tempo lançando apelo aos guerrilheiros da FNLA de depor as armas.Esmagou as pretenções do habitantes do Nsosso que queriam ser independente da Damba.Foi Domingos Moisés que acabou com a guerra contra a FNLA  na Damba.As terras dos Sobas Namputo e Nakunzi estava a viver o seu apogeu.

 

Homem simpático e enérgico e tinha outra vantagem,falava português,kikongo,Francês e lingala.Línguas que se falavam na Damba naquele tempo,porque uma parte dos povos da Damba vindo do Zaire,só falavam idiomas daquele pais.

 

Nos meados do ano 1979,todas as suas actividades feita na Damba foram coroadas com uma promoção,foi nomeado no Comité Executivo Provincial (governo) do Uíge,como Delegado Provincial de Agricultura.Foi no seu reinado que a produção do café,principal riqueza da província, foi relançada e chegou a ser comercializada em grande escala.Em 1984 foi nomeado Delegado Provincial de Habitação,cargo que ele exerceu até 1992.

 

Nas primeiras eleições livres e justas realizadas no país,apresentou-se como representante do Uige no Parlamento angolano e foi eleito Deputado à Assembleia Nacional durante a 1ª Legislatura, pelo Círculo Provincial do Uíge.Em 1994,tropas de Jonas Savimbi ocupam a província do Uige e mais tarde,resultante de acordos de Lusaka,esta província passou nas mãos da administração da UNITA.Mas Domingos Moisés distinguiu-se no parlamento angolano defendendo os direitos e bem estar das populações do Uíge e 1998 foi eleito membro do comité central do Mpla.

 

En nome dos habitantes da Damba,apresentamos as nossas condolências à família enlutada,especialmente aos seus filhos: Minguito,Glória,João e Kutukuenda.

 

 

Archivos

Ultimos Posts