Overblog Seguir este blog
Edit post Administration Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


À todos mindambas, um Santo Natal e Ano Novo muito próspero

Publicado por Muana Damba activado 24 Diciembre 2012, 05:25am

Etiquetas: #Coisas e gentes da Damba

 

 

Por Miguel Kiame

 

Mig-Kiame.jpg

 

A todos os meus amigos de coração, coincidentemente, meus conterrâneos, na sua maioria:


Aproximam-se, a velocidade cruzeiro, as Festas de Natal e Ano Novo. É por demais consabida a variadíssima teia de empreitadas e preocupações que por esta altura se assenhoreiam de todos nós!

 

Resolvi desviar-me à norma e, ao invés de mandar o tradicional cartão de felicitações, nos termos da velha civilização ocidental,  decidi fustigar-vos, mais uma vez, com um discurso monocórdico, de todos conhecido, mas com a diferença de este não ser tão prolixo, porque a febre é sempre a mesma, o tema visto e revisto, as decisões embora já reiteradas milhares de vezes, as respostas aos apelos, porém, sempre tímidas, o nível de organização de tudo o que se planifica geralmente aquém do desejável, a expressão teórica do bairrismo  e a consciência clara dos problemas sempre em alta, mas a participação e o efectivo engajamento para a resolução dos mesmos raramente se entroncam e, como é intuitivo, os resultados só se mostram visíveis com auxílio de uma generosa lupa.


Este foi o percurso que adoptamos em 2012, em tudo similar à postura de 2011, diferente pelo facto de, este ano, termos sido tão audazes que, em devido tempo, sacudimos a capota da nossa responsabilidade quanto ao sagrado compromisso que assumíramos voluntária e conscientemente de reverenciar a memória do ilustre D. Afonso Nteka. Do frei Graciano e de uns poucos “mindamba de gema”, veio, mais uma vez, o exemplo de fidelidade e perseverança para o compromisso contraído.


396821 254821384583175 100001659459523 597717 1625091350 n

                           Imagem de mindambas em férias na vila da Damba (foto de Milton Kiame)

 


A propósito da expressão “mindamba de gema”, se formos rectos e fizermos jus ao conteúdo semântico da expressão, deveremos, humildemente, aceitar a despromoção de “mindamba de gema” para “mindamba de clara (em antítese à gema) ou de forma ou ainda de plástico, se quiserem).


Desculpem a frigidez do meu discurso, nada propício ao espectro festivo que caracteriza o Dezembro.

Muitos dirão: E que tenho eu a ver com isso? A esses reitero o meu pedido de desculpas porque, decididamente, a mensagem foi encaminhada para destinatário errado.


Outros dirão: Mea culpa! Sim, a esses (onde me incluo), destinei a mensagem e a eles quero exprimir a minha convicção de que “quando tudo se perdeu ainda resta o futuro”. Ainda temos futuro para Damba, o comboio não parou. A estação está bem próxima de nós: apressemo-nos porque é tarde. Eu estendo a minha mão e procuro companhia, gente comprometida, audaz e pragmática. Façamos da Damba a vila graciosa do norte de Angola.


Outros ainda dirão: Mas eu já apanhei o comboio, estou comprometido de corpo e alma. Bem haja, para esses a quem solicito que nos deem a mão e nos transmitam a experiência: Queremos viver e sentir a Damba como eles a vivem e a sentem.


Caríssimos,


A todos, às queridas famílias, Um Santo Natal e Ano Novo muito próspero, no contexto pessoal, familiar, profissional e no engajamento solidário e firme às causas da nossa terra.


Neste Natal, eu estarei na Damba, e tu?

 

Melhores Cumprimentos   

 

 

 


Archivos

Ultimos Posts