Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


O príncipe PEDRO KALANDENDA KAVUNGU

Publicado por Muana Damba activado 6 Junio 2015, 06:47am

Etiquetas: #História do Reino do Kongo

O príncipe Kalandenda Kavungu Pita U Mpovela Kafi Di Kamua Nza Ya Mvimba, abdicou ser Rei do Kongo, porque recusou ser nomeado pelos ocupantes europeus.

O príncipe Kalandenda Kavungu Pita U Mpovela Kafi Di Kamua Nza Ya Mvimba, abdicou ser Rei do Kongo, porque recusou ser nomeado pelos ocupantes europeus.

O patriarca PEDRO KALANDA KAVUNGU nasceu no ano 1847, em Mbanza Kongo. Designado Rei do Kongo em 1926, com 79 anos de idade, para suceder o seu tio, o rei Pedro V.

Recusou ser rei do Kongo porque a sua nomeação estava sendo apoiada pelos colonos portugueses e holandeses. O que ele queria, era uma entronização segundo as leis tradicionais Kongo e não baseadas sobre os princípios dos ocupantes, apesar de ter o direito natural de sucessão.

Com efeito, todos reis do Kongo eram nomeados com o aval dos colonos, o que não alegrava uma parte do da aristocracia konguesa, visìvelmente o patriárca Kavungu, pertencia a corrente ortodoxa do Reino do Kongo.

Preferiu abdicar para demonstrar o descontentamento de domínio dos estrangeiros no seu Reino.

O príncipe Kalandenda Kavungu Pita U Mpovela Kafi Di Kamua Nza Ya Mvimba, o seu verdadeiro nome, com a idade de 16 anos, foi levado para Londres, na Inglaterra, no ano 1847, pelo Reverendo británico Weeks. Ele estudou a língua inglesa, administração do território, entre muitas disciplinas, no HIGH SCHOOL of LONDON.

Do seu regresso em 1871, oito anos depois, com 24 anos de idade, para o seu reino, a pedido do seu tio, Rei Pedro V. o Príncipe Kalanda Kavungu, foi nomeado imediatamente intérprete do Rei e Alto-Funcionário do Reino. Foi um dos primeiros africanos que efectuou a traduçâo da Bíblia, de Inglês para Kikongo, língua falada actualmente nos dois Congos e em Angola.

Foi evangelista de Jesus Cristo em São Salvador, hoje Mbanza Kongo.

Faleceu em 1951, com 104 anos de idade, deixou uma grande família de 30 filhos, tidos o com três esposas legítimas.

Foi o pai do recém-falecido nacionalista angolano, um dos fundadores da UPA, Sr. Hilário Afonso Lucas (ver a nossa ediçâo anterior)

Fontes consultadas: facebook/Royaume do Kongo

Archivos

Ultimos Posts