Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Comunicado final da II ASSEMBLEIA GERAL DA ANADAMBA

Publicado por Muana Damba activado 9 Abril 2015, 10:25am

Etiquetas: #Notícias da Damba, #Coisas e gentes da Damba, #Diáspora

Comunicado final da II ASSEMBLEIA GERAL DA ANADAMBA

ANADAMBA - Diáspora

II ASSEMBLEIA GERAL DA ANADAMBA

Freiburg im Breisburg. R. F. de ALEMANHA

Comunicado final

Excelentíssimos irmāos e queridas irmãs, prezados convidados e distintas convidadas,

Caríssimos membros e amigos da ANADAMBA,

Mais uma vez gostaria em nome de todo Comité Director, agradecer todos participantes à esta reunião, aos que, por motivos diferentes, não poderam estar aqui presente connosco e aos que, apesar de estarmos separados geográfica e fisicamente mas, estámos em comunião espiritualmente. Muito obrigado !

O nosso encontro chegou ao fim e espero que todos aqui presentes estámos satisfeitos com o decorrer desta reunião. Não facil deixar a sua casa e fazer tantos quilómetros para chegar até aqui em Freiburg, se não fosse motivado pelo amor e o sentido de responsabilidade.

Amor para com a nossa África, amor para com a nossa Angola, amor para com o nosso Uige, amor para com a nossa NDAMBA e em fim Amor com grande "A" para com os mindamba. Sentido de responsabilidade que nos anima e nos dá essa corragem de dizermos que sim: JUNTOS PODEMOS.

Estámos todos atravessando uma época muito turbulenta quase em todo mundo onde há ordem estabelecida, é impossível viver sem o egóismo, o egocentrismo, immoralidade, etc. De maneira que o velho adágio que afirma : "Cada um por si, Deus é para todos", tornou-se um princípio de vida, que tem como consequência o abandono da nossa identidade, da nossa cultura, da nossa língua e nossa localidade da origem. Isso tudo é deplorável.

Por consequente, nós mindamba, decendentes, filhos e netos desses nossos antepassados que tanto lutaram, tanto sofreram do colonialismo no corpo e no espírito, vamos unir as nossas mãos sem esperar milagre nenhum mas sim, pelo nosso próprio desempenho e trabalho colectivo ajudar a nossa NDAMBA saír do atraso em que se encontra, em comparação com Maquela do Zombo que dista apenas 104 Km sem falarmos até do Kibokolo, para não citar só estas localidades, próxima da nossa.

lsso implica o bom querer de nós todos da diáspora, dos mindamba residentes na capital, noutras provincias do país, das autoridades civís e militares que dirigem o nosso país.

Por isso, viemos através desse comunicado, pedir aos membros e amigos da ANADAMBA seja da diáspora ou os que estão no país, de fazermos muito esforço para ultrapassarmos os nossos desacordos que só trazem futilidades e aprendermos a suportar-nos uns aos outros para que em fim, juntos podermos atingir objectivos que podem ser benéficos para a nossa comunidade em particular e para o nosso país em geral.

Para os anos 2016-2017, gostariámos construir um Centro Cultural dentro do nosso mbongi ya Ndamba (na Vila da Damba), que comportará um escritório, uma biblióteca, (já que agora muitos intelectuais mindamba se dedicam a escritura), uma sala de reuniões, de espectáculo e de projeccões, uma área dde recreação para a juventude, alguns quartos que servirão de hospedagem para os mindamba de passagem, uma cozinha e refeitório. Este será a sede da ANADAMBA dentro da nossa Ndamba. um projecto muito ambicioso mas, quantos mindamba andam por aí? Sim, UNIDOS PODEMOS FAZER.

Vamos enviar uma carta ao cuidado da nossa Administradora a Sra. Maria Fernanda Cavungo, para que Admnistracão municipal da Damba que nos conceda um talão de terreno suficiente para esse projecto e vamos solicitar todos mindamba e amigos da nossa Ndamba para contribuirmos financeiramente e materialmente para a materialização desse projecto. Concluíndo o projecto, assim teremos um endereço oficial dentro da Ndamba, o que vai dar a ocasião de pensar em outros projectos que possam criar empregos para os nossos jovens.

Vamos também escrever para o Governador do Uige, o excelentíssimo Sr. Paulo Pombolo, cuja a gestão da província, sob a sua direcção, mereceu louvores da nossa parte, para que o abastecimento da Ndamba com a energia eléctrica, seja em breve, um facto, que será um dos motores para o desenvolvimento do nosso município e favorecerá a chegada de muitos investidores na Ndamba, porque hoje em dia sem uma energia eléctrica estável e permanente não se pode falar em desenvolvimento.

Enfim, vamos enviar uma carta ao Sr. Ministro da Agricultura, o ilustre Afonso Pedro Canga para se facilita a vida dos agricultores nas nossas comunas e aldeias que passam a vida a trabalhar com catanas e enchadas enquanto que produziriam mais e melhor com meios mecanizados e motorizados. Para assim lutar contra a pobreza que afecta quase toda populacão que vive em todas comunas do nosso município.

Queridas irmãs e queridos irmãos, não vamos aqui fazer uma lista das nossas desideratas, mas, vamos levar ao conhecimento dos mindamba as respostas que teremos pela parte das autoridades no que concerna essas cartas.

ANADAMBA vem através desse comunicado pedira todos mindamba da diáspora e a todos que estão em Angola para sairmos da imobilidade em que nos encontramos. Vamos meter de lado todas as nossas divergéncias para enfim, podermos trabalhar juntos para o desenvolvimento do nosso município e o bem estar dos habitantes das nossas comunas e aldeias.

Para nós aqui, tomando em conta uma das propostas dos nossos membros e convidados, decidimos criar estruturas locais de ANADAMBA em todas provincias ou estados , em países com grande superficie como Alemanha, Franca, etc. E em países com dimensões reduzidas como a Bélgica, Luxemburgo e outros, uma ou ao máximo duas células para permitirem encontros mensaís. Assim podemos manter sempre um contacto permanente, indispensável para uma boa organização.

Vamos estudar as vias e meios para organizarmos um encontro da ANADAMBA em Luanda, depois na cidade do Uíge e finalmente na vila da Damba para permitir o reencontro e depois associar todas camadas sociais de mindambas em uma organizaçâo coesa e una. A data marcada para tal, vai depender da colaboração de todos mindambas, nunca é proibido sonhar.

Muito obrigado pela vossa paricipacão I

ANADAMBA - Diáspora.

Freiburg, aos 04 de Abril de 2015

Archivos

Ultimos Posts