Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Circulação entre Kibokolo e Maquela do Zombo pode ser interrompida

Publicado por Muana Damba activado 20 Abril 2015, 05:53am

Etiquetas: #Notícias da Damba, #Notícias do Uíge

Uma ravina perto de Kibokolo ameaça a estrada nacional Negage/Makela
Uma ravina perto de Kibokolo ameaça a estrada nacional Negage/Makela

Uíge - A círculação na estrada nacional 220 que liga os Municípios da Damba e Maquela do Zombo está em risco eminente de ser interrompida, devido a ravina que evoluiu na sede da comuna de Quibocolo, municipio de Maquela do Zombo, a aproximadamente 280 quilometros da sede capital da província

A ravina começou numa nascente a cerca de 400 metros e evoluiu muito no sentido paralelo à estrada e se aproximou de forma grave ate a berma da via numa extensão de mais de 200 metros de largura, 30 de profundidade e está com apoio falso em muitos casos só com a camada de revestimento superficial duplo, sem qualquer solo que a suporte.

A circulação de veículos junto a berma já está posta em causa, uma vez que as cargas causadas pela sua acção podem provar a derrocada com as consequências incalculáveis em caso de acidente.

O governo local procedeu a restrição do tráfego na faixa de rodagem que apresenta risco de obstruição.

O automobilista Nsiangani Jesus que frequenta no mesmo troço a dois anos, disse que a situação é preocupante e merece uma intervenção urgente, uma vez que a cada dia que passa grande porção de terra desaba e uma parte do asfalto já desabou, em consequencia a chuva que se abate constantemente na região.

O habitante Joaquim andré um dos proprietarios das residencias afectadas ao redor da ravina, lamentou a situação e previu que se não haver uma intervenção urgente a circulação entre Uíge e Maquela do Zombo poderá ser cortada e vai dificultar a vida da população, bem como o desenvolvimento da região.

A administradora comunal de Quibocolo, Amelia Virginia disse que a dimensão da ravina ultrapassa a capacidade do governo local, por isso, exige a intervenção urgente das entidades superiores para garantir segurança na circulação.

O director provincial do Urbanismo e habitanção do Uíge, Seluyequi Manuel, frisou que o perigo está eminente e não há alternativa pelo facto de existirem baixas nas duas faixas da estrada, bem como a irregularidade do terreno que pode complicar bastante para encontrar uma via alternativa.

O responsável avançou que a única solução é estancar imediatamente a ravina para que a circulação de pessoas e bens e a fibra óptica seja salvaguardada.

“A ravina além de colocar em risco varias residências e a circulação de pessoas e bens, colocou também a céu aberto os cabos da fibra óptica o que demonstra que nos próximos dias a comunicação com a vila de Maquela do Zombo poderá ser restringida”, enfatizou.

A ravina de Quibocolo é uma das 25 ravinas identificadas na província até 2012 com caracter da intervenção emergencial, cujo levantamento foi remetido ao Ministério da Construção.

Via Angop

Archivos

Ultimos Posts