Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Vila de Maquela abre Registo Civil

Publicado por Muana Damba activado 26 Noviembre 2014, 16:31pm

Etiquetas: #Notícias do Uíge

Vila de Maquela abre Registo Civil

Por Valter Gomes

Maquela do Zombo tem finalmente uma Repartição Municipal de Identificação Civil e Criminal, devidamente equipado com meios técnicos modernos que permitem emitir o Bilhete de Identidade e Registo Criminal em poucos minutos.

Está cumprida mais uma etapa na descentralização administrativa, que veio facilitar a vida das populações do município mais a Norte da província do Uíge.


O edifício da Repartição Municipal do Registo Civil foi construído de raiz e está localizado no bairro Capou, periferia da sede de Maquela do Zombo. Temuma área de recolha de dados, análise de documentos, atendimento prioritário, sala técnica onde é emitido o Bilhete de Identidade, Registo Criminal e um gabinete do chefe da repartição.


Lumpini Wadi, 18 anos, foi o primeiro cidadão atendido na repartição, depois do governador Paulo Pombolo descerrar a placa e cortar a fita.


Disse à nossa reportagem que o posto de emissão do Bilhete de Identidade em Maquela do Zombo, fazia muita falta: “ os habitantes do município tinham de percorrer 310 quilómetros até a cidade do Uíge para tratardo Bilhete de Identidade ou do Registo Criminal”.
Joana Manuela estava feliz com a inauguração da Repartição Municipal do Registo Civil: “demorou mas chegou, pensei várias vezes deslocar-me até a cidade do Uíge para tratar do Bilhete de Identidade, mas as dificuldades eram tantas, que desistia. Hoje tenho o Bilhete de Identidade na mão e todo o processo demorou pouco mais de dez minutos. Agora sou mesmo uma cuidada e estou muito feliz”, disse sorrindo.


Garcia António, de 33 anos, aproveitou a ocasião para tratar do seu Registo Criminal.


“Os meus pais disseram-me que nunca Maquela do Zombo teve serviços de Registo Civil, nem na época colonial, este é o primeiro, significa um grande avanço no bem-estar das populações”, disse.
Gabriel floi um dos primeiros utentes dos nossos serviços: “Tive a paciência de esperar este momento para tratar do meu Registo Criminal que tanta falta me faz para conseguir o emprego, agora já consegui. Foi rápido. Em menos de cinco minutos, tinha o documento nas mãos”.


O administrador dos sistemas de emissão do Bilhete de Identidade no Uíge, Nkano André Ambrósio, elogiou as politicas do Governo Provincial no sector da Justiça, porque estão a aproximar cada vez mais os serviços das comunidades, permitindo que os cidadãos consigam adquirir certidões de nascimento e o Bilhete de Identidade sem percorrer longas distâncias.

Funcionários competentes

O governador do Uíge pediu ao delegado provincial da Justiça e Direitos Humanos para que coloque na instituiçãofuncionários honestos e competentes, que possam atender a população de Maquela do Zombo com zelo e profissionalismo. Para obter o Bilhete de Identidade, disse Paulo Pombolo, os utentes pagam muito pouco pelo serviço. E ninguém deve pagar mais do que o estipulado nas tabelas oficiais. “Quero aqui afirmar que o Executivo pretende com este esforço aproximar cada vez mais os Serviços de Identificação Civil às comunidades e aliviar as grandes dificuldades que têm vindo a enfrentar para tratar dos documentos pessoas”, acrescentou.
Para além da Repartição Municipal de Identificação Civil e Criminal de Maquela do Zombo, foram também inaugurados os mesmos serviços nos municípios de Quimbele, Cangola, Sanza Pombo e Bembe, o que significa que os habitantes destes municípios também deixam de percorrer longas distâncias para obter o Registo Criminal ou o Bilhete de Identidade.


Paulo Pombolo garantiu que Milunga e Damba são os próximos municípios com Repartições Municipais de Identificação Civil e Criminal: “As obras dos edifícios onde os serviços ficam instalados, decorrem num ritmo acelerado. O objectivo é levar osServiços de Justiça a todos os municípios da província”, disse o governador.

Instalações da Polícia Nacional

Os efectivos da Polícia Nacional colocados no município de Maquela do Zombo também têm melhores condições de trabalho. O governador do Uíge inaugurou um novo edifício onde a partir de agora fica a funcionar o Comando Municipal. As instalações têm meios informáticos modernos, equipamentos técnicos modernos e estão localizadas no centro da vila.


O edifício agora inaugurado por Paulo Pombolo tem uma área de investigação criminal, logística, registo de informações, refeitório, comunicações, sala de reuniões, casernas com 24 camas, posto de saúde, área administrativa e um parque de estacionamento.


A Polícia de Guarda Fronteira em Maquela do Zombo tem igualmente um novo quartel no bairro Valódia.


O edifício, com 400 metros quadrados, tem áreas de recursos humanos, informação e análise, gabinete do comandante, área para educação moral e cívica, sala de recepção, operações, área de reconhecimento e informações, telecomunicações, casernas masculinas e femininas, logística e refeitório. Os equipamentos são modernos.


Na unidade as tropas desfrutam de boas condições para o exercício das suas actividades: “Precisamos de reforçar o controlo da Fronteira, estancando a imigração ilegal que se verifica nesta região, combatendo os chamados comités de recepção e todos aqueles que facilitam a entrada e a actuação de estrangeiros em situação ilegal”, disse o governador.

Meios de transporte

O governador entregou aos efectivos da Guarda Fronteira uma viatura todo-o-terreno, três motorizadas e duas motos de quatro rodas. Os meios vão facilitar as operações de reconhecimento e captura de imigrantesilegais que escolhem caminhos onde os carroscirculam.


Paulo Pombolo disse que o Executivo “está muito empenhado em criar boas condições aos efectivos da Polícia Nacional e da Guarda Fronteira”.


O governador entregou também à Administração Municipal de Maquela do Zombo dez motorizadas de três rodas, chapas de zinco, roupa, utensílios de cozinha, ferramentas de carpintaria, cobertores, arroz, fuba de milho, óleo e massa alimentar para acudir às famílias vulneráveis.


O município de Maquela do Zombo está localizado 310 quilómetros a norte da cidade do Uíge, capital da província.


Tem quatro comunas, 327 aldeias, 37 regedorias e uma população de 122.320 habitantes na sua maioria camponeses e comerciantes.

Via JA

Archivos

Ultimos Posts