Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Kinvuenga renasce das ruínas de guerra

Publicado por Muana Damba activado 1 Noviembre 2014, 09:42am

Etiquetas: #Notícias do Uíge

Por João de Almeida

Songo - Os doze anos de paz que Angola está a viver estão a permitir que a comuna de Kinvuenga, a 82 quilómetros da cidade do Uíge, saia dos escombros de guerra, marcando passos significativos rumo ao progresso.

Várias infraestruturas sociais foram erguidas e outras obras estão em curso, com vista a mudar a imagem da comuna, a única do município do Songo, a 42 quilómetros a sul da sede municipal). As mesmas obras estão a contribuir na melhoria das condições sociais básicas para a vida da população.

A sede da comuna desta região, potencialmente agrícola, ficou, a semelhança de outros pontos do país, afectada directa e indirectamente com as consequências do conflito armado, que mergulhou o país durante três décadas.

Hoje, a realidade é outra, comparativamente aos anos transactos, mercê da implementação de vários projectos sociais gizados pelo Executivo angolano e concretizados pela Administração Municipal e comunal. A qualidade de vida dos cidadãos da localidade melhorou.

No sector da educação, estão em construção quatro escolas, num total de 10 salas de aulas, com capacidade para albergar cerca de mil alunos em dois períodos, cujas acções estão em curso nas localidades de Kicuva, Kinzambi II, Luenze e Mpenda, elevando-se para 17 escolas.

A comuna, que tem como administrador, Pascoal Bula, matriculou no presente ano lectivo, 1.819 alunos, dos quais 1.662 do ensino primário, 94 do I ciclo e 63 outros do II ciclo, assegurados por 95 professores.

Educação e Saúde

Neste momento, são necessárias mais 28 salas de aulas para corresponder com a demanda dos alunos, disse Pascoal Bula, para quem em cada ano lectivo, o número de crianças em idade escolar cresce substancialmente, o que deve ser acompanhado também pelo acréscimo de professores para cobrir a rede escolar e permitir incorporar mais crianças no sistema de ensino e aprendizagem.

No domínio da saúde, acrescentou, estão em curso as obras de construção de três postos de saúde nas localidades de Kimunongo, Kicuva e Kitunga, precisando-se de um reforço de mais técnicos de enfermagem para dar resposta aos problemas sanitários dos mais de 8.000 habitantes, bem como a construção de mais postos médicos, noutras aldeias onde ainda não existem, com vista a substituição das unidades sanitárias provisórias.

A circunscrição possui um centro médico de referência, onde funcionam todos serviços de medicina geral e cinco postos de saúde, sendo dois de construção definitiva. Conta com 11 enfermeiros, dos quais oito contratados, assim como 26 parteiras tradicionais.

Energia e Águas

A localidade beneficia de água canalizada 24/24 horas, através de um sistema de gravidade instalado para este propósito e inaugurado pelo secretário de Estado da energia e águas, Luís Filipe da Silva.

No âmbito do programa “Água para Todos”, gizado pelo Governo central e implementado pela administração municipal do Songo, foram reabilitadas três estações de captação de água (sistema de gravidade) nas regedorias de Ndemba, Nzenguele e Mpenda, e nesta altura já beneficiam do precioso líquido as aldeias de Kimunongo, Zinga, Dibala, Mpenda e Volombo.

O fornecimento de energia eléctrica pública e domiciliária é assegurado por um grupo gerador com capacidade para 100 KVS, necessitando-se igualmente de um outro (gerador) para atender o centro de saúde comunal, bem como um laboratório de análises clínicas.

No tocante a agricultura, existem na referida localidade, oito associações de camponeses, integradas por 315 associados que se dedicam ao cultivo da mandioca, feijão, milho, banana, amendoim, batata-doce, café, gergelim, citrinos, hortícolas e outros em pequena escala.

Os camponeses carecem de instrumentos de trabalho, imputes agrícolas e crédito agrícola de campanha.

Comércio e Vias de Comunicação

A rede comercial é ainda exercida de forma tímida, actualmente é composta por cantinas, cujos pequenos comerciantes clamam por concessão de créditos bancários, com vista a contribuir para o desenvolvimento da sua actividade comercial.

As principais vias de acesso terciárias, na sua maioria encontram-se ainda degradadas, excepto o troço que liga as localidades de Kitala à sede comunal de Kinvuenga, que está a beneficiar de obras de reabilitação, tendo-se estancado também já a ravina que ameaçava cortar a estrada a cerca de 500 metros da sede da comuna.

Nesta vertente há a imperiosa necessidade de reabilitação dos troços que ligam as aldeias de Ndemba, Mpenda e Nzenguele, com a reposição das pontes sobre os rios Nzadi e Kibiba, por forma a permitir aos camponeses o escoamento dos seus produtos.

Kinvuenga é a única comuna do município do Songo e dista a 82 quilómetros a norte da cidade capital da província do Uíge. Tem uma superfície de 1.000 quilómetros quadrados. É habitada por uma população estimada em 8.500 habitantes, na sua maioria camponesa. Tem cinco regedorias, 26 aldeias e 88 autoridades tradicionais.

Via Angop

Archivos

Ultimos Posts