Overblog
Edit post Seguir este blog Administration + Create my blog

Portal da Damba e da História do Kongo

Portal da Damba e da História do Kongo

Página de informação geral do Município da Damba e da história do Kongo


Técnicos de saúde aprimoram conhecimentos sobre doenças negligenciadas no Songo

Publicado por Muana Damba activado 14 Agosto 2014, 11:46am

Etiquetas: #Notícias do país

Técnicos de saúde aprimoram conhecimentos sobre doenças negligenciadas no Songo
Songo - Vinte e cinco técnicos de saúde no município do Songo, 40 quilómetros a norte da cidade do Uíge, estão a ser capacitados desde quarta-feira, naquela circunscrição, em matéria ligada às doenças tropicais negligenciadas, com vista a prestarem melhores serviços à população.

A acção de capacitação aberta quarta-feira, na vila do Songo, tem a duração de três dias e foi promovida pela Direcção Provincial de Saúde do Uíge, estando a ser dirigida por um formador sénior do sector, perito na matéria.

A abertura do evento foi presidida pela administradora local, Adelina Figueiredo Pinto, que na sua intervenção, valorizou a formação, admitindo que ajudará os técnicos de saúde para responder satisfatoriamente às referidas endemias.

Reconheceu que o governo angolano e a administração local, em particular, estão preocupados com a situação sanitária e o bem-estar da população, acrescentando que tudo está ser feito para garantir uma saúde condigna aos cidadãos.

“O nosso município é tropical e vulnerável às várias endemias. Acreditamos que com esta formação, os nossos técnicos poderão responder positivamente no tratamento destas doenças. Coloquem em prática tudo quanto for administrado aqui e será uma mola impulsionadora para o cumprimento do vosso exercício”, instou.

A administradora disse que a nível do município do Songo, 21 postos de saúde encontram-se em funcionamento e seis outros estão em construção, cujas obras estão na fase conclusiva.

O município do Songo possui uma comuna, 13 regedorias, 81 aldeias e uma população estimada em 44 mil habitantes, cuja população é maioritariamente camponesa. As doenças diarreicas e respiratórias agudas são as mais frequentes na região.

Via Angop

Archivos

Ultimos Posts